Como implantar serviços farmacêuticos na sua farmácia

Como implantar serviços farmacêuticos na sua farmácia
14 de julho de 2020 Viviane Massi
serviços farmacêuticos

No Brasil, somente 2,5% das farmácias prestam serviços farmacêuticos e de saúde, como aferição de pressão arterial, medição da glicemia e vacinação. A grande maioria é média e grande rede, mas as farmácias independentes têm um potencial elevado para integrar um sistema de saúde voltado para o autocuidado e a prevenção.

Segundo o farmacêutico e diretor da Ponto Care, Guilherme Torres, farmácias independentes têm plenas condições de incluir serviços de saúde dentro de seu negócio e transformar esses serviços em diferencial e fator de crescimento. “As farmácias que conseguiram adaptar bem a dinâmica ao dia a dia do estabelecimento e entenderam a importância de prestar bons serviços de saúde para seus clientes tiveram bons resultados”, afirma.

Por que oferecer um serviço clínico?

Pesquisas do ICTQ demonstraram que 95% das pessoas buscam a farmácia para uma primeira intervenção em saúde. Com a pandemia do novo coronavírus, observou-se um grande exemplo do potencial de participação das farmácias como estabelecimentos de saúde, apoiando a população em diversas necessidades.

Parcerias público-privadas para campanhas de vacinação, execução dos testes rápidos de Covid-19 e capilaridade na disseminação de informações e estratégias de saúde são fortes exemplos de como a farmácia pode ser protagonista na saúde nacional. Portanto, o público já existe. Basta que a farmácia se organize para atendê-lo.

As farmácias que oferecem serviços farmacêuticos observam ganhos comerciais e de imagem. Em geral, elevam o tíquete médio, aumentam o faturamento, reduzem percentuais de desconto e retêm mais clientes. “Maiores que os resultados comerciais são os resultados de humanização e ganho de imagem para a empresa, que acaba cativando seus clientes com um atendimento diferenciado voltado à cultura da prevenção em saúde”, acrescente Guilherme.

Pontos fortes da farmácia independente

Pode não parecer, mas a farmácia independente tem diversos pontos fortes que podem favorecer a oferta dos serviços clínicos para a comunidade. “A equipe é menor e, na maioria das vezes, o farmacêutico tem uma atuação destacada na região. A clientela é próxima da empresa. Os atendimentos costumam ser mais humanizados. Enfim, existe uma série de facilidades que as médias e grandes não encontram facilmente”, destaca Guilherme Torres.

Em contrapartida, como geralmente são farmácias menores, não dispõem nem mesmo de uma sala de aplicação de injetáveis. Logo, adequar o espaço pode ser um grande desafio. “Com minha experiência, posso afirmar que, na grande maioria dos casos, é um obstáculo facilmente transponível, pois é possível, por exemplo, fazer ajustes no layout da farmácia e separar uma área para os serviços sem comprometer as vendas”, pontua o especialista.

Em relação ao investimento financeiro, isso também não costuma ser um problema, pois, com um plano de negócios bem desenvolvido, o retorno vem rápido. A maioria dos estabelecimentos já cobra pelos serviços farmacêuticos.

Passo a passo para montar o serviço

Para ajudar você no desafio de implantar serviços clínicos na sua farmácia, o Grupo Buzatto’s e a Ponto Care montaram esse passo a passo para você aplicar na sua empresa e ser bem-sucedido na área.

1º passo: Alterações legais

A prestação de serviços de saúde em farmácias e drogarias é um tema relativamente novo, inclusive no que diz respeito a leis e normas, o que amplifica a variabilidade de interpretação e aplicabilidade. Por isso, sugerimos que faça um apanhado de todas as legislações vigentes e embase suas estratégias nessas normas. Altere e inclua as documentações exigidas, buscando ajuda técnica quando necessário. Esse primeiro passo é muito importante, porque você vai precisar argumentar até mesmo com clientes ou autoridades sanitárias.

2º passo: Monte um plano de negócios

Os serviços clínicos são uma atividade à parte, por isso devem ter seu próprio plano de negócios. Não queira vender os serviços de saúde como você vende a perfumaria de loja. É necessário que se tenha uma estratégia bem estabelecida com objetivos e metas. E principalmente pessoas engajadas nesses objetivos.

O plano de negócios deve conter:

  • Descrição dos serviços – Defina quais serviços você vai executar e defina processos desde o momento em que o cliente inicia o serviço até ele retornar para um novo atendimento.
  • Preços – Embase sua estratégia de precificação nos custos da operação. Localização da loja, público-alvo e promoções também devem ser fatores a serem considerados.
  • Processos – Defina os processos da farmácia como um todo, não somente para a sala de serviços farmacêuticos. Lembre-se de que o profissional de saúde vai estar, na maior parte do tempo, atendendo clientes dentro da sala. Logo, ele não é a pessoa mais adequada para captação de público. Adeque processos para toda sua equipe.
  • Metas – Estabeleça suas metas de acordo com os preços e custos de operação. Quantos serviços você tem que executar com a média de preço que você estipulou para tornar o negócio viável? Revise sempre as suas metas.
  • Objetivos – Saiba aonde quer chegar, não apenas em números, mas em realizações. Defina as campanhas e estratégias de marketing a partir dos seus objetivos.

3º passo: Infraestrutura

Prepare um bom local para atender seus clientes. Surpreenda e pense nos detalhes. Iluminação, climatização, tecnologia, mobiliários de qualidade, equipamentos de última geração: tudo isso causa impacto positivo em seus clientes, e você inicia os atendimentos com o pé direito.

Aproveite e leia também: Dicas para atender e satisfazer o consumidor pós-pandemia

4º passo: Capacitação

Invista no preparo da sua equipe com cursos e capacitações, dando atenção especial ao profissional de saúde que vai ser o seu cartão de visitas. É o trabalho dele que vai fazer os clientes retornarem e criarem vínculo com a empresa. Incentivos e comissões também são pontos a serem considerados na hora de motivar o profissional farmacêutico que vai realizar o serviço.

5º passo: Marketing

Não poupe esforços em suas campanhas. Todos os seus clientes precisam saber do seu esforço para desenvolver o projeto por meio de campanhas de marketing bem pensadas e com foco na sua matéria-prima, que é a saúde das pessoas.

6º passo: Acompanhamento dos resultados

Seja criterioso nos resultados. Converse todos os dias com o profissional de saúde e a equipe. Leva tempo para que novos processos se tornem hábito. Por isso, somente a persistência trará os objetivos desejados.

 

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*